domingo ,28 maio 2017

LICITAÇÃO

É o meio pelo qual o poder público realiza as compras de bens e serviços comuns, necessários à consecução de suas atividades, primando-se pelos princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da igualdade, da publicidade, da probidade administrativa, da transparência, da ampliação da disputa, da vinculação ao instrumento convocatório e do julgamento objetivo, destinando-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia e da seleção da proposta mais vantajosa para a administração.

  • Modalidades de licitação

Concorrência – é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados que, na fase inicial de habilitação, comprovem possuir os requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital para execução de seu objeto.

     Tomada de preços – é a modalidade de licitação entre os interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas, observada a necessária qualificação.

    Convite – é a modalidade de licitação entre os interessados do ramo pertinente ao seu objeto, cadastrados ou não, escolhidos e convidados em número mínimo de 03 (três), pela unidade administrativa, a qual afixará, em local apropriado, cópia do instrumento convocatório e o estenderá aos demais cadastrados na correspondente especialidade que manifestarem seu interesse com antecedência de até 24 (vinte e quatro) horas da apresentação das propostas.

      Pregão – é a modalidade de licitação em que a disputa pelo fornecimento de bens ou serviços comuns é feita por meio de propostas de preços escritas e formulação de lances. Existem duas formas de se realizar o PREGÃO:

I – Pregão presencial – realiza-se a sessão pública com a presença dos licitantes devidamente credenciados, a fim de ofertarem lances verbais;

II – Pregão eletrônico – realiza-se a sessão pública através de recursos de tecnologia da informação (Internet), quando os lances são registrados on-line.

Registro de preços – e um sistema de compras opcional ao poder público, previsto nas Leis 8.666/1993 e 10.520/2002, visando maior agilidade em determinadas compras e contratações de bens e serviços comuns tendo em vista que o registro de preços funciona como um banco de dados de preços atualizados, cujos objetos e serviços serão adquiridos somente quando necessários à administração.

      Cadastro de fornecedores – O cadastramento de fornecedores é um sistema aberto do poder público a todos os que desejarem nele se inscrever, com a finalidade de facilitar a participação das empresas nas licitações, sendo aquelas classificadas por categorias, tendo em vista sua especialização, mediante o CRC – Certificado de Registro Cadastral, que será emitido após apresentação e análise das documentações relativas a:

( Habilitação Jurídica, Qualificação Técnica, Qualificação Econômico-Financeira, Regularidade Fiscal)

Você pode Gostar de:

economia-brasileira-02-1263x560

Prefeito Nilson Farias reduz número de secretarias

Caiu de 11 para 8 o número de secretarias municipais em Bagre Como medida de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pendik escort

pornorokettube